Parte 2- Como monitorar os indicadores de medições de forragem e otimizar o resultado de sua fazenda? Relato de caso.

Marcus Vinícius Prado Silva
Consultor Exagro

Abaixo vamos apresentar a evolução da produção de @’s de uma fazenda parceira do projeto. Com o auxílio da consultoria prestada na fazenda, notamos após um ano de trabalho que as ofertas de forragem estavam acima do ideal, ou seja, havia sobra de pasto na estação das águas e o capim iniciava a estação seca com péssima qualidade.

Veja o gráfico abaixo:

Aqui temos a oferta de forragem da fazenda no ano de 2017 para 2018, distribuídas mensalmente. Notamos que de novembro até abril, a fazenda apresentava ofertas de forragem na faixa de 14 Kg MS/100Kg PC, ou seja, acima dos 12 Kg MS/100Kg PC que eram meta máxima no período.

Em uma reunião com os donos da fazenda, mostramos a importância de realizar a compra de animais no período certo, sendo essa época no início das chuvas.

A recomendação foi seguida e, na safra de chuvas de 2018 para 2019, a fazenda realizou a reposição comprando mais gado e aumentando a lotação da fazenda na mesma área.

Continuamos monitorando os resultados:

Note que agora a oferta na safra 2018-2019 (em verde) ficou dentro do intervalo de 7,5 a 12 Kg MS/100Kg PC. Visivelmente, os pastos ficaram mais baixos, com mais folha e menor proporção de talos.


Pastos da fazenda em janeiro de 2017.

Note a grande quantidade de capim, o pastejo desuniforme e a estrutura da forragem apresentando maior proporção de talos.


Pasto em março de 2018

Nesta imagem, temos uma foto do pasto em março de 2018. Veja como o capim estava melhor manejado, mais baixo e apresentando maior proporção de folha.

O que esperar do ganho de peso dos animais nessas pastagens? Relembrando a curva de Mott (1960) na nossa última postagem (se não leu, veja abaixo): Reduzindo a oferta de forragem, podemos reduzir o ganho de peso por animal e aumentar o ganho por área. 

https://pastocomciencia.com.br/2019/09/30/parte-1-como-monitorar-indicadores-de-medicoes-de-forragem-e-otimizar-o-resultado-de-sua-fazenda/

Agora vamos comparar os resultados de ganho de peso e produção de @/ha da categoria de machos dessa fazenda:

Veja que o ganho de peso por cabeça na safra de 2018-2019 reduziu um pouco. Porém, como havíamos colocado mais animais na área, a produção de @/ha foi bem superior. Nesse caso, levou à melhoria significativa no resultado da fazenda.

Estamos começando a safra 2019-2020 e vamos desafiar e monitorar mais um pouco essa mesma área!

Ficamos por aqui pessoal.

Grande abraço!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.