O que é o PastoComCiência?

O PastoComCiência é uma iniciativa do Software AgroHUB que, por meio deste projeto, tem como objetivo aumentar a eficiência de utilização das pastagens. 

Por meio de cortes de forragem a campo (medição direta), medições de altura de entrada e saída das forrageiras e análises bromatológicas de capim é possível encontrar o melhor momento para alocação dos animais nas pastagens, ofertando um capim de qualidade aliado ao suporte ideal da pastagem, otimizando o desempenho individual e por área.

Atualmente o projeto conta com 3 frentes de ações reconhecidas em todo o Brasil e amplamente utilizadas pelas fazendas parceiras do projeto:

1.Blog PastoComCiência:

O Blog, com conteúdo técnicos e relatos de casos reais de fazendas, tem o objetivo de contribuir com a divulgação de conhecimento e resultados práticos que podem ser aplicados em várias situações durante o manejo da pastagem.

Iniciado em 2019, com publicações a cada 15 dias, o conteúdo do Blog vem ampliando bastante e, por meio de uma linguagem simples e textos curtos, o objetivo é que a leitura seja feita por todos os níveis de pessoas que atuam na área de pastagem e buscam se capacitar, desde o vaqueiro que lida com os animais até o proprietário ou gestor da fazenda.

Por meio do Blog, é possível realizar perguntas sobre os artigos postados que serão revisadas pelo grupo responsável pela postagem e respondidas o mais brevemente possível. Neste caso, o interessante é conseguir retirar alguma dúvida ou até mesmo contribuir com informações ou casos que se repetiram ou divergiram em outras situações.

2. Relatório Compare Sua Fazenda:

Este relatório, enviado a cada 3 meses às fazendas que realizam medições de suas forragens e lançam as informações no AgroHUB, permite uma comparação de como está sendo aplicado o manejo dos seus pastos pela altura e como está a densidade da sua forrageira.

O conteúdo deste traz as informações de medições da fazenda dos últimos 12 meses, comparando os resultados com a média do banco de dados no mesmo período.

Subdivide-se a entrega deste relatório em três partes importantes para o manejo:

  • Medição de Alturas:

Nesta etapa, a fazenda consegue comparar a altura de manejo por forrageira, seja de entrada ou saída, com a média do banco de dados do projeto (Imagem 1). Não quer dizer que ela tenha que manejar conforme a média. Esta informação se torna relevante pois a fazenda consegue se situar dentro de uma média de fazendas para poder tomar decisões, caso seja interessante para ela mudar a intensidade de pastejo que vem sendo aplicada ou foi aplicada no ano anterior.

  • Densidades:

Aqui, um conceito mais técnico e de grande importância para o planejamento do manejo da pastagem.

A densidade da forragem representa quantos Quilos de Matéria Seca de forragem (KgMS) estão presentespor centímetro de altura (cm) de capim por hectare (ha), ou KgMS/cm/ha.

Essa é uma informação que possibilita medir a massa de forragem da pastagem. A massa de forragem pode ser levantada de diferentes formas, seja pela medição direta, no caso, cortando o capim, desidratando e pesando para se obter a massa, ou por meio da medição indireta (Uso da altura da forragem X a densidade do pasto).

Conhecer a densidade se torna essencial pois, quanto maior a densidade, maior é a massa de forragem do pasto em uma mesma altura. A densidade também está relacionada com o estande de plantas e com a cobertura de forragem do solo. As forrageiras não possuem a mesma densidade, estando este parâmetro ligado também ao tipo de crescimento e morfologia da planta.

Podemos notar, também, que pastagens mais bem manejadas aumentam a densidade e aumentam o suporte, por consequência. Pastagens manejadas mais altas reduzem a densidade e podem ter a mesma massa de uma pastagem mais baixa, com menor proporção de folhas.

  • Análise Bromatológica:

A ideia desta parte do relatório é acompanhar a qualidade nutricional da forragem ofertada aos animais da fazenda. Visando otimizar o manejo, busca-se ofertar uma forragem de melhor qualidade nutricional aos animais e aumentar o desempenho dos mesmos, aumentando também a produção de ganho por área.

O projeto já conta com um banco de informações de análises laboratoriais de várias forrageiras distribuídas pelo país, auxiliando nas decisões para determinar o suporte das pastagens, necessidade de suplementação e formulação de dietas balanceadas. 

3. Relatório PC Sat:

Esta etapa está ligada ao grupo de inovação do projeto. Por meio de medições de forragem via satélite, o PastoComCiência consegue oferecer aos clientes a medição da massa de forragem de toda a área da fazenda, determinar a homogeneidade de pastejo feito pelos animais, determinar os pastos que têm mais massa e folhas, determinar falhas nas pastagens e auxiliar no manejo durante a alocação dos animais dentro de cada módulo.

Por meio deste relatório, pelo fato de medir a forragem em toda a extensão da fazenda, a decisão fica mais fácil de ser tomada, reduzindo o tempo de giro das áreas e orientando com mais exatidão os pontos da fazenda que precisam de algum suporte no manejo.

O conceito de oferta de forragem, que é quantos Quilos de Matéria Seca (KgMS) de forragem são ofertados para cada 100 Kg de peso corporal de animal (PC) é de extrema importância neste relatório.

Por conseguir medir a massa de forragem com alta exatidão e relacionar essa massa à taxa de lotação da fazenda, consegue-se saber quantos KgMS de forragem estão sendo ofertados aos animai. Ligando à pesquisa e aos relatos de caso de sucesso das fazendas que já utilizam a medição por satélite, podemos orientar melhor qual o suporte atual das pastagens e alocar o rebanho de uma forma mais estruturada, com números ligados à oferta que se deseja para os animais de cada lote, retiro ou sistemas e os desempenhos esperados.

Tabela 1: Orientação de manejo de pastagem por Oferta de Forragem.

Este relatório é comercializado pelo AgroHUB e, caso tenha interesse em contratar ou saber mais sobre o assunto, entre em contato com pastocomciencia@agrohub.com.br.

Até a próxima postagem!

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.