Manejo de Pastagens : Medição direta e densidade

Pedro Amorim Galdino Schettino de Castilho
Estagiário Exagro

Continuamos nossa série a respeito do relatório das fazendas que realizam e monitoram as medições de forragem: o relatório Compare Sua Fazenda, enviado trimestralmente aos parceiros do projeto PastoComCiência.

Na postagem anterior, falamos sobre os dados de altura e sua aplicabilidade prática. Hoje debateremos a medição direta e a densidade de forragem. De forma parecida com os dados apresentados de altura, o relatório traz o compilado geral de densidade média de cada forrageira e, em seguida, a comparação mensal da média geral das fazendas com o relatório específico de cada fazenda atendida. Veja nas imagens abaixo.

Média de altura e densidade por forrageira
Comparativo mensal da altura e densidade média de forrageiras da fazenda com o banco de dados

Qual a importância da medição direta e densidade?

A medição direta é uma metodologia para estimar a densidade e a massa de capim disponíveis na fazenda e monitorar o quanto de capim a fazenda produz ao longo do ano.

Para saber como realizar a Medição Direta de Forragem na sua propriedade, veja abaixo:

https://pastocomciencia.com.br/2019/07/18/metodologia-de-medicao-direta-de-forragem/

Nós temos postagens que irão te guiar nesta rotina e ferramentas para facilitar a coleta e o processamento dos dados.

Quando realizada uma medição direta dentro da fazenda, ela nos fornece os dados de Massa de Forragem e Densidade daquelas áreas que foram medidas, na data da medição. Os dados de Massa, Densidade e Altura ganham importância e aplicabilidade quando correlacionados. Vamos à explicação:

– Altura: altura média do dossel de capim em centímetros. Normalmente medida através de Medição de Altura com auxílio de trena, régua ou outras ferramentas de medição;

– Densidade: representa a quantidade de quilos de matéria seca de capim disponíveis por centímetro por hectare (kgMS/cm/ha). Ou seja, considerando um dossel de pasto com 40 centímetros de altura total em 1 hectare, se cortássemos cada centímetro do capim neste hectare e pesássemos quanto cada centímetro de altura tem de peso seco, chegaríamos na Densidade;

– Massa de forragem: representa a quantidade de quilos de matéria seca de capim disponíveis por hectare (kgMS/ha). Ou seja, considerando o mesmo dossel de pasto de 40 centímetros de altura em 1 hectare, se cortássemos todo este capim rente ao solo e pesássemos o seu peso seco, chegaríamos na Massa de forragem.

Portanto: altura, massa e densidade se relacionam da seguinte forma:

Em fazendas que fazem acompanhamento regular da altura de forragem, principalmente nos momentos de entrada e saída dos animais das áreas, e que realizam Medições diretas periódicas em áreas representativas, é possível mensurar a produtividade do capim de toda a fazenda com dados confiáveis e, ainda mais importante, medidos dentro da fazenda, portanto adaptados para àquela realidade. Estas informações nos permitem fazer o planejamento de lotação, compra e venda de animais de acordo com a quantidade de forragem disponível na fazenda, além de fazer previsões para os próximos anos.

Esta é a realidade das fazendas monitoradas e acompanhados pelo PastoComCiência. Através da medição periódica destes dados e comparação, as fazendas tomam melhores decisões de manejo da pastagem e manejo do gado, aumentando sua capacidade de suporte, produtividade e sustentabilidade.

Na próxima postagem falaremos a respeito da última etapa do Relatório Compare Sua Fazenda: as análises bromatológicas. Nos acompanhe para aproveitar melhor o nosso conteúdo e desfrutar o melhor que as pastagens têm a oferecer!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.